SEF_Serviço de Estrangeiros e Fronteiras realiza operação contra quadrilha que facilitava a imigração ilegal e falsificava documentos para obtenção da nacionalidade portuguesa.

Capturar

Por meio de sua assessoria de imprensa, o SEF_Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal, comunicou que realizou uma operação visando uma associação criminosa que atuava em Coimbra, composta maioritariamente por cidadãos oriundos da América do Sul, que de forma organizada se dedicava à prática dos crimes de auxílio à imigração ilegal e falsificação ou contrafação de documentos para a obtenção da nacionalidade portuguesa.

O comunicado sublinha que a investigação do SEF teve início em 2016, sob a coordenação do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), e permitiu, ao longo do seu decurso, reunir “indícios do envolvimento dos detidos ( cinco homens e duas mulheres com idades os 23 e os 48 anos) com outros suspeitos, que foram agora constituídos arguidos, num esquema que permitiria a obtenção da nacionalidade portuguesa de forma fraudulenta, a troco de elevadas quantias monetárias”.

Aquele serviço de segurança indica também que a operação policial, que contou com o envolvimento de um elevado número de inspetores do SEF, terminou com a apreensão de vários elementos de relevância probatória relacionados com os factos em investigação, dos quais se destacam passaportes e outra documentação.

Fonte: http://www.noticiasdecoimbra.pt/sef-faz-buscas-em-conservatoria-de-coimbra-7-pessoas-apanhadas-em-esquema

Anúncios

NOTA DE ESCLARECIMENTO MIGRANTEWEB

Capturar

Prezado usuários do Sistema Migranteweb,

Primeiramente, por meio da presente nota, a Coordenação-Geral de Imigração (CGIg) vem pedir desculpas aos usuários do Sistema Migranteweb pelos problemas técnicos ocorridos nas últimas semanas, o que dificultou o acesso interno e externo ao sistema e o prosseguimento dos trabalhos desta Coordenação.

Após avaliação do Departamento de Tecnologia observou-se que do dia 01/04/2018 até o dia 23/04/2018, o Sistema Migranteweb ficou intermitente, internamente e externamente, afetando neste período os procedimentos:

  • 1- registro de andamento/trâmite no sistema MigranteWEB;
  • 2- recebimento/registro de cumprimento de exigência;
  • 3- recebimento/registro de novos processos; e
  • 4- Análise processual eletrônica .

Dessa forma, o usuário deverá consultar os andamentos/status do processo no endereço www.trabalho.gov.br – menu trabalhador – trabalho estrangeiro – CONSULTA DE PROCESSO para verificar o andamento atual do seu processo.

Após a consulta processual se o andamento for “EXIGÊNCIA”: cumprir exigência ou nos casos de processo/protocolo não encontrado: realizar nova solicitação no sistema MigranteWEb (ACESSO COM CERTIFICADO DIGITAL) preencher os dados e enviar os documentos gerando novo número de processo.

Felizmente, as inconsistências do sistema foram devidamente solucionadas no dia 24/04/2018.

Obs: Não serão mais recebidos pedido com fundamento no caput ou § 1º, do art. 4º , da RN nº 03/2017 por e-mail.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Coordenação Geral de Imigração.

SISTEMA MIGRANTEWEB INTERMITENTE

Capturar

Desde o dia 04/04/2018, o Sistema MIGRANTEWEB – Sistema de Gestão e Controle de Imigração, encontra-se intermitente. Desse modo, alguns usuários podem encontrar dificuldades de acesso ao Sistema.

O Departamento de Tecnologia da Informação do Ministério do Trabalho já foi comunicado e está trabalhando para reestabelecer a normalidade no acesso.

Os processos que estão aguardando cumprimento de exigência terão o prazo devolvido/ampliado

A Coordenação Geral de Imigração está programando uma força-tarefa para analisar todos os processos em exigência ou pendentes de análise inicial, tão logo o sistema tenha seu funcionamento normalizado.

Fonte: Coordenação Geral de Imigração

Após mudança na legislação migratória,cresce o número de pedidos de autorizações de residência.

 

imigrantes

Segundo dados da Assessoria de Imprensa do Ministério do Trabalho, desde a mudança na legislação migratória, em novembro do ano passado, a Coordenação-Geral de Imigração recebeu 4.794 solicitações de residência de estrangeiros para trabalhar e morar no Brasil.Foram 4.073 no primeiro trimestre de 2018.

O ministro do Trabalho, Helton Yomura, afirma que a alteração na legislação representa o esforço do governo federal para atrair trabalhadores estrangeiros com qualificação técnica e reduzir burocracia para aqueles que aqui já estão trabalhando e precisam se legalizar.

“O Brasil é fruto desse movimento migratório. A nossa força vem dessa diversidade de talentos e cultura. E a nova legislação demonstra a vontade de contribuir para facilitar a imigração no país, reconhecendo a importância do estrangeiro para o nosso desenvolvimento”, observou.

p

l

Fonte: Assessoria de Imprensa do Ministério do Trabalho